Terça-feira, 9 de Janeiro de 2007

Isabel e o farol

Pronuncieis as palavras mágicas e, ao mesmo tempo que ficavas inteiramente à mercê apenas dos Teus desejos e fantasias, acordaste com completamente agasalhada, incluindo um quente cachecol, mas no exterior de uma noite louca, com a nuca a ser castigada pela chuva e pelo vento !!! Tiveste logo uma vertigem, que Te obrigou a segurar-Te ferreamente a um frágil corrimão exterior...

 

 

Estavas na base de um qualquer alto farol, à entrada, que permanecia fechada mas de cujas minúsculas portadas divisavas o princípio misterioso do que seriam as infinitas escadas até ao cimo !!! E uma voz inesperadamente próxima gritou-Te autoritariamente, por entre a tempestade, uma curta e seca pergunta - OU SUBIMOS OU VOLTAS A PÉ PARA CASA !!!

 

 

Recusavas-Te, encharcada e intimidada pelos elementos, a responder, mas logo uma mão Te segurou o ombro, sem que Me pudesses ver e a voz voltou, mas desta vez arrepiantemente ao lado do ouvido - VOU CONTAR ATÉ TRÊS, 1... 2...

 

 

E Tu atiraste-Te até à porta, que logo cedeu, lançando-Te para um escuro, silencioso, pequeno e redondo hall !!!

 

 

A voz, ainda lá fora, gritou - TENS UMA VENDA PENDURADA NO PUXADOR DA PORTA, METE-A BEM METIDA E SOBE AS ESCADAS, LÁ EM CIMA DOU-TE AQUILO AO QUE VENS, O QUE TU MAIS GOSTAS... E É JÁ, VÁ, A SUBIR SEM RECEIOS !!!

 

 

Desprovida pela Minha magia, de qualquer pudor, meteste a venda e, quase às apalpadelas, foste subindo a pequena, interminável e caprichosa escadaria em caracol, com o barulho do mar e do vento agora longe, apenas ouvindo o eco dos Teus passos l!!!

 

 

Quando finalmente descobriste que a curva das escadas acabara, ficaste completamente estupefacta com o que Te esperava !!!

 

 

Sentiste-Me a entrar, a encostar-Me ao Teu corpo, por trás, a tirar-Te desenvoltamente a venda…

 

 

A porta da vigia do farol estava aberta !!!

 

 

Lá dentro, uma luz laranja forte inundava a atmosfera e à volta da coluna que sustentava omnipresente lâmpada que se atirava em círculos eternos para longe no mar, o chão encontrava-se repleto de almofadas persas de tons púrpura, bordeaux, lilás e carmesim…

 

 

Em alguns recantos, sobressaíam pequenas mesinhas repletas de iguarias, desde frutas exóticas até petiscos indescritíveis !!!

 

 

Quiseste voltar-Te para Mim, mas Eu não deixei e pegando-Te firmemente, por trás, nas Tuas mãos, avancei fazendo-Te avançar também, até Te encostar aos enormes vidros que rodeavam o farol e que, apesar de indiferentes na parte de dentro, mostravam-Te tão perto quanto a ponta do nariz, como a tempestade andava louca e impiedosa lá fora, desde a costa até ao escuro e indistinto mar-a-dentro…

 

 

Encharcada e ainda fria, mas entregue ao Teu Desejo à solta, acabaste por render-Te aos Meus gestos que, mesmo sem palavras, conduziam o Teu corpo, sem pressas, até onde Eu Te queria levar…

 

 

Primeiro apalpei-Te lentamente, mesmo por cima das roupas grossas e atulhadas que trazias; depois arregacei-Te o sobretudo completamente para cima, meti-Te as mãos, simultaneamente, uma por entre o elástico das calças, bem até Te apanhar a curva das cuequinhas na Tua púbis e a outra por baixo do casaco e camisola, a subir habilmente até Te atingir o soutien que se avolumava redondamente quente num dos Teus seios…

 

 

De repente, comecei a morder-Te a nuca toda, sem cuidado, com sede de Te ter, sem calma, com desejo, como se pouco a pouco restasse cada vez menos de Ti na nuca até acabar de Te arrepiar de alto a baixo… E à medida que Te devorava or trás assim, as Minhas mãos apossavam-se cada vez mais do calor agora húmido das Tuas cuequinhas e dos Teu soutien, sempre por trás de Ti, enquanto as Tuas mãos desamparadas se apoiavam apressadamente nos gelados vidros protectores e Tu podias apreciar o embate frontal e destemido dos elementos descontrolados, logo do outro lado…

 

 

Encostei-Te ainda mais desamparadamente aos vidros frios e desta vez meti-Te mesmo as mãos por debaixo da roupa interior, contigo ainda completamente vestida, começando a masturbar-Te apaixonadamente, mas sempre ao ritmo que Eu queria, como Eu queria e até onde Eu queria…

 

 

Sentia-Te o aroma da pele e do perfume a entornar-se do interior dos Teus agazalhos invadidos para Mim e para a atmosfera da pequena vigia e sentia o fluído dos Teus mais secretos desejos por entre os dedos que Te entravam agora no Sexo, sem se aventurarem demais dentro de Ti, mas completamente acertados com o balanço rítmico com que Te masturbava intensa e profundamente!!!

 

 

Começaste a gemer e já não sabias onde aquietar as mãos, deslizando-as pelos vidros, enquanto quase Te parecia que as refegas de chuva iam atravessar os vidros e despedaçar-se em Ti…

 

 

Foi então que parei e Te disse – METE A VENDA, NÃO OLHES PARA MIM E METE OUTRA VEZ A VENDA, ESTÁ ALÍ, VAMOS, QUERO-TE JÁ COM A VENDA, ISSO, AGORA, ASSIM, PRONTO, AGORA SIM !!!

E atirei-Te sem aviso para as almofadas, onde caíste desamparada, mas sem Te queixares, porque estavas a arder de desejo, porque não querias parar, porque Me querias já dentro de Ti…

 

 

Mas Eu ainda Te queria despir um pouco, pelo menos até à roupa mais leve, até porque arranjara um lugar miraculosamente cálido e luxuoso, mesmo na alma da fúria dos elementos… Só para Nós, só para Te ter, uma e outra vez, uma e outra vez… Um lugar onde Te abandonar, fechada durante horas, SEMPRE VENDADA, para comeres, beberes, assim despojada de tabus, para apreciares a tenebrosa tempestade e Te esqueceres que ainda volto, algumas vezes, sem aviso, para Te foder outra vez, ora atada, ora solta, SEMPRE VENDADA, sempre de maneiras diferentes e depois Te voltar a abandonar por uns tempos, ISTO TUDO DURANTE A NOITE INTEIRA, até que amanheças completamente extasiada e louca, perdida na Tua própria vontade e apenas na Tua própria luxúria…

 

 

E ASSIM FOI, A NOITE INTEIRA, ATEMPESTADE INTEIRA, O TEU DESEJO INTEIRO !!! SEMPRE VENDADA CADA VEZ QUE EU ENTRAVA, ISABEL !!! CADA VEZ QUE EU ENTRAVA EM TI !!!

 


Encantado por... Lisboa Dom às 01:22
link do post | Confessa-Te !!! | favorito
|
1 comentário:
De Sekhmet a 12 de Janeiro de 2007 às 15:53
Eu não teria escrito melhor!Deste-me vontade de o concretizar!!


Comentar post


. Perfil do Vampiro Sexual

.

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Janeiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
16
17
18
19

20
21
22
24
25
26

27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Últimas Noites !!!

. Londres - NOVO BLOG

. LONDRES EM ABRIL

. bondagemaster@hotmail.co....

. OFERTA DE INAUGURAÇÃO - N...

. Inauguração a 20 de Julho...

. Bondage Lisboa - Fetiches

. Imagens e Vídeos no Bonda...

. Actualização do Bondage L...

. Regista-te no www.bondage...

. www.bondagelisboa.com

.Outras Noites !!!

. Janeiro 2008

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Maio 2006

.tags

. todas as tags

.

.Almas Encantadas !!!

blackjack
blackjack
SAPO Blogs

.subscrever feeds